*****************************

myspace layouts, myspace codes, glitter graphics

SEJA BENVINDO AO MEU ESPAÇO !

 

Navegue nele de mansinho tal como este barquinho !

 

Ora repare bem nele! Aí vai ao sabor da brisa , sulcando águas calmas!

 

florliriodocampo

  MySpace Graphics
 
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

ÁGUA-UM BEM DA HUMANIDADE!


ÁGUA MÁGICA

A Carta Europeia da Água (http://www.qualidadeonline.com/ambiente/opiniao/carta.htm), proclamada há quase quarenta anos em Estrasburgo é suficiente para fundamentar todas as mais “pessimistas” observações acerca da matéria. Quase quarenta anos depois o que se faz para um bom uso da água? Muito pouco, quase nada.
A água é humilde, procura os vales e serve com dignidade. É equilibrante e pacificadora, apaga o fogo, ou quando este quer dominá-la, escapa-se, ilesa, como o vapor. Retorna como chuva bendita. A água é paciente, indomável e perseverante: nada e ninguém, nem a dura rocha, a impede de chegar ao grande Oceano. Cria, promove e desenvolve a vida. Nas quedas ganha energia para iluminar o mundo. Ao ceder, conquista, ela sempre vence a última batalha: ela é a Água. Porque não seguimos os seus ensinamentos?
Ao contrário sempre alimentamos a ilusão que a moderna tecnologia tudo resolve. Na água esta ilusão é particularmente verdadeira e grave. Julgamos que a água é um bem infinito (a dimensão ilusória que a noção de ciclo nos dá?) e que é sempre possível fazer mais uma obra que nos vai garantir as nossas, sempre crescentes, necessidades.
Este tesouro, mágico, que é a Água ensina-nos.

(…)

A água é um tema recorrente, sobretudo em tempo de crise. Crise, aqui, significa qualquer coisa que é natural: tanto a seca como as cheias, são fenómenos extremos naturais. Esquecemos isto e esquecemos que a natureza tem limites. Habituámo-nos a viver à margem da natureza. Como se isso fosse possível.

O Homem, que tem passado grande parte do seu tempo a domesticar a Natureza, é hoje uma das espécies mais ameaçadas da face da Terra. Os países ricos, com 20% da população mundial, consomem 85% das reservas energéticas não renováveis do Globo e são, ao mesmo tempo, os principais poluidores da atmosfera. Os atentados ecológicos explicam-se tanto pela super industrialização como pela pobreza. Os desastres ecológicos conduzem à rarefacção de elementos vitais com a água e o ar. Em 1992, desaparecia uma espécie vegetal de 30 em 30 minutos. O consumo de água que era de 4 130Km3 por ano, em 1990, atingiu os 5 190 Km3 no ano 2000. Mais de mil milhões de seres humanos continuam a viver sem acesso a água potável, daí resultando a morte de 25 milhões de pessoas por ano. Tudo isto nos diz respeito.

Fonte: Carlos Alberto Cupeto,
Professor na Universidade de Évora Director da Tterra - auditoria, projecto e técnicas ambientais, lda.
 

* Consulte: Agua online

* Educação Ambiental

* Responsabilidade Social e Utilização da Água por Prof. Doutor Carlos Alberto Cupeto

Depois do brilhante texto que li, o que  posso dizer mais? Apenas dizer que a água é um bem  essencial para a vida da Humanidade e deve ser utilizada por todos com equilibrio, com regra e sem desperdícios de modo a que os Povos possam ter uma melhor qualidade de vida! 

                                                                                         florliriodocampo                                              

                                                                                                              

RecadosAnimados.com
tags:
publicado por florliriodocampo às 21:34
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

NÃO AO ABANDONO ESCOLAR !

 

 

COMBATE AO ABANDONO E INSUCESSO ESCOLARES

 

Através da Comunicação Social, conheci a “história” da Rosa uma jovem adolescente de 16 anos, que frequentou a Escola em Folgosinho, uma pequena aldeia nos arredores de Gouveia. Quando acabou a 4ª classe foi proibida de continuar a estudar, por imposição dos seus pais, porque precisavam do seu trabalho na vida do campo.

O desencanto espelhado no seu rosto rosado e queimado pelo sol naquela serra profunda onde vive, era visível. Ela sabia que o que lhe restava fazer era desempenhar as tarefas de que foi incumbida dia após dia: guardar ovelhas, cabras, guiar uma junta de bois e ainda amanhar e colher o que a terra possa dar para o sustento da família.

Questionada por pessoas responsáveis, interessadas na inversão desta situação, ela própria disse, com algum medo, olhando o chão, que sentia a falta da escola e que procurou saber como seria possível sair daquela vida que não lhe dizia nada e poder de novo continuar a estudar para realizar o seu sonho. Por sua vez a mãe, mostrando a legitimidade do seu poder sobre a filha, falou para os repórteres, duma forma inquestionável e afirmou que a Rosa não saía dali para lado nenhum e disse: “tenho mais dois filhos, um mais velho que a Rosa, também fez a 4ª classe e começou a trabalhar aqui ”.

Este é um dos muitos exemplos que infelizmente existem um pouco por todo o país, talvez com mais incidência nas zonas rurais e que são uma demonstração evidente da necessidade em combater o insucesso escolar.

Existem muitas “Rosas” no nosso País sobretudo nas Regiões do Interior, onde o culto da Escola perdeu o seu valor para um melhor desenvolvimento das crianças.

Continua a não existir uma dedicação especial a estes casos por parte do Governo, com responsabilidades acrescidas do Ministério da Educação. É importante que o País saiba que o futuro de um Povo dependerá de uma maior e melhor cultura e educação dos seus filhos.

Jovens como a Rosa, são aos milhares, alguns escondidos nas fragas das serras e vales que se perdem nas profundezas das aldeias mais recônditas de Portugal, onde o sol mal aquece os corações e a civilização é ainda uma esperança…

Portugal é o 2º País da União Europeia com maior taxa de abandono escolar precoce. As estatísticas  apontam para um número elevadíssimo, correspondente a 41% do total. É nestes números preocupantes que devemos meditar porque este problema é afinal de Todos os portugueses.

As crianças são vitimas do baixo nível social em que se inserem, vivendo em muitos casos em deprimentes condições de higiene e alimentação, contrariando na prática a tão propagada luta contra o analfabetismo de que tanto se fala…  

Os pais que vivem nos campos, mesmo nas grandes cidades em autênticos guetos, não têm meios económicos nem apoios sociais para orientarem os filhos no caminho da escola faltando-lhes muitas vezes as necessárias ajudas das Instituições de Solidariedade a quem compete orientar essas famílias para uma vida melhor!!!

Sabemos que Portugal continua na cauda da Europa na maior parte dos índices económicos e sociais, ainda que por vezes se tentem maquilhar alguns aspectos da sociedade com as novas tecnologias que sem dúvida modernizam o País mas também vão proporcionando um fosso enorme nas populações que vivem abaixo do limiar da pobreza, muitas vezes em situações humilhantes como seres humanos!!!

São os contrastes deste Portugal onde muitas “Rosas” continuam sem florir!

É preciso que as “Rosas” deste país que desejam continuar a estudar, que querem ser alguém na vida, possam ter iguais condições nesta sociedade onde vivem num total isolamento ao arrepio dos deveres e direitos sociais, culturais e económicos a que têm direito.    

O País, ou melhor o Governo tem a obrigação de lhes dar a necessária formação escolar e o acompanhamento social que as motive para estudarem e alcançarem os seus objectivos culturais para bem da família em que se inserem, mas também como estímulo para terem um futuro digno e próspero.

O País precisa de TODOS para que o Portugal de Amanhã seja uma realidade que possa tornar esta nossa Sociedade digna da União Europeia de que faz parte e sejamos respeitados como um Povo que se desenvolveu social, cultural e economicamente no caminho do progresso e da modernidade !!!  

Só assim poderemos estar ao nível de outros Países desenvolvidos e teremos orgulho de  gritar bem alto : VIVA PORTUGAL ! 

 

                                                                    florliriodocampo


 

publicado por florliriodocampo às 19:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

UM ALERTA PARA A HUMANIDADE!





NÃO À DESTRUIÇÃO DO PLANETA!

SIM À PRESERVAÇÃO DO AMBIENTE!

 

A defesa e protecção do Ambiente, e o equilíbrio ecológico do sistema estão na ordem do dia e são factores, vitais para o ser humano. Nunca será demais reafirmar a defesa desta tese, junto de todos e também nas escolas para que as nossas crianças tomem conhecimento desta realidade. É fundamental que nos consciencializemos  dos perigos que advêm da poluição do meio ambiente.

Os americanos, como sabemos, por estratégias economicistas e de expansão, nunca ratificaram o Acordo de Quioto e são dos mais poluidores do Planeta.

É preocupante uma cada vez maior emissão de gases (CO2) para a atmosfera com os nefastos efeitos de estufa, causa principal dos fenómenos recentes das alterações climáticas, o maior perigo para a segurança do Mundo. 

Neste Mundo da Globalização, só com medidas à escala mundial, ao nível das grandes potências e com uma forte pressão das Instituições de defesa do meio ambiente, como a Quercus e a Oikos em Portugal e a Organização Internacional GreenPeace, é que se poderá exigir atravéz de  campanhas de sensibilização a possibilidade de virmos a ter um Planeta mais saudável.

As grandes indústrias, detentoras da maior “força” política, as poderosas empresas que dominam o mercado com produtos cada vez mais tóxicos e poluentes, as emissões constantes de monóxido de carbono de milhões de veículos que circulam por todo o mundo, as novas Centrais de co-incineração localizados próximo dos grandes centros urbanos sem os necessários estudos de impacto ambiental, são alguns dos perigosos factores de risco que contribuem para a degradação do ambiente, prujudicando duma forma irreversível a saúde humana, a vegetação e os ecossistemas.

 Estamos já a assistir a tragédias como as que aconteceram na Indonésia, com o Tsunami que matou mais de 400 mil pessoas e os frequentes furacões e tufões que têm assolado as costas da Califórnia nos Estados Unidos e recentemente a China também com milhares de mortos!!! Todos estes acontecimentos que começam a ser mais frequentes em todo o globo terrestre são fenómenos que têm as suas causas nas variações climáticas provocadas pelas alterações do planeta, fruto do aquecimento global.  

Grande parte das doenças do foro respiratório, com realce para as alergias, resultam da carga de poluição e da falta de defesas do organismo para combater esse flagelo. As novas fontes de energia renováveis, como a eólica, são um primeiro passo como alternativa à tradicional indústria energética; mas em Portugal, onde estão elas? O que temos, reduz-se a uma percentagem ainda pouco significativa. É imperioso investir muito mais nas energias renováveis em particular na energia eólica.

É evidente que o nosso País faz parte do problema, com responsabilidades acrescidas pela falta de meios para combater a degradação Ambiental do Globo! Desde a falta de saneamento básico em muitas localidades, com esgotos a céu aberto, até às regulares descargas de muitas suiniculturas com a total impunidade das autoridades policiais e sanitárias; a  má qualidade da água dos rios e da nossa costa marítima, com níveis elevados de poluição; a  falta de civismo de grande parte da população que não utiliza os contentores e a separação dos lixos pelos eco pontos de modo a permitir uma melhor reutilização dos resíduos, tudo isto contribui para a diminuição da esperança de vida das populações.

É nosso dever reflectirmos seriamente no sentido de acautelarmos o meio ambiental para minimizarmos os graves riscos para a Saúde. É um dever de cidadania!

Preservemos o Património Ambiental  em prol de toda a Humanidade!

Lutemos por um Mundo mais Saudável e com melhor Ambiente!

                                                                     florliriodocampo






publicado por florliriodocampo às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007

UM ALENTEJO ESQUECIDO!

        

ALENTEJO DA MINHA ALMA!

 

A Primavera tinha chegado e o tempo convidava a procurar outras paragens. Pensei ir até ao Alentejo profundo, mais propriamente a Mértola, uma vila que ainda hoje mantém as características de raízes mouriscas com as suas tradições medievais. Ali pernoitei para no dia seguinte assistir à abertura da Feira Medieval que durou quatro dias. Este Festival islâmico, é uma festa de grande dimensão nacional, de verdadeiro intercâmbio com a comunidade árabe do norte de Africa, nomeadamente a marroquina, que nos enche de orgulho pelo facto de mantermos vivo no nosso território um passado cheio de história e tradição.

 

A tranquilidade que se respirava em toda a vila, deu para poder usufruir de todo aquele ambiente saudável tanto para o espírito como para a mente. Eram os suaves cheiros a incensos, as ornamentações com cores variadas espalhadas pelas velhas vielas e ruas estreitas que subiam até ao castelo, era o soar de cânticos que faziam lembrar os costumes de outras gentes, a beleza da secular muralha iluminada que escorria até às margens do calmo Guadiana e que reacende a memória de muitos mil anos de história que a vila guarda. Também apreciei as deliciosas comidas muito bem confeccionadas e com paladares genuínos como é apanágio da tradicional gastronomia alentejana, que faziam com que eu não sentisse qualquer fadiga e percorresse todas aquelas calçadas estreitas, de modo a não deixar para trás nada que meus olhos pudessem alcançar. A deslumbrante animação nas ruas com grupos folclóricos da região e também marroquinos, enchiam de alegria e festa todo aquele honroso festival, que merece ser amplamente divulgado em prol da cultura e do orgulho de ser português!

 

Não quis perder o encerramento deste inesquecível Festival e na manhã seguinte fiz o meu regresso a casa logo bem cedo. Durante a viagem, contemplei aquela paisagem e vi como todo o Alentejo estava mudado! O Alentejo que eu tinha visitado anos antes não era o que os meus olhos alcançavam! Tudo mudou!!! Apoderou-se de mim uma nostalgia com uma mistura de revolta e tristeza, que procurei digerir questionando-me a par e passo.

 

Afinal que Alentejo era aquele? Quando as portas de Abril se abriram, este povo amargurado e lutador, sonhou poder conquistar a sua liberdade! Terminava assim aquele pesadelo infernal em que viveu, acorrentado pelo ignóbil domínio dos grandes senhores latifundiários que os remetia para uma condição humana inaceitável.

A fome, a miséria e até a prisão para aqueles que ousavam contestar a injustiça de que eram alvo, era um facto evidente! Um povo que trabalhava de sol a sol, dia após dia naquela amargura sem conseguir matar a fome nem educar os seus filhos! O escasso alimento que comia resumia-se muitas vezes a côdeas de pão, um naco de toucinho já rançoso e umas azeitonas…! Pouco mais! Este povo foi francamente desprezado e humilhado durante anos e anos, mas sempre foi um povo que soube lutar contra o fascismo.

 Um regime pautado pela repressão, analfabetismo e um obscurantismo total sobre as classes desfavorecidas, mas benemérito a todos os níveis para os que esbanjavam riqueza e viviam em luxuosas mansões, disfarçando esta sua condição praticando a “caridadezinha” junto da igreja católica, sua aliada. O País viveu durante quase  50 anos numa ditadura, até que numa gloriosa madrugada, os Capitães de Abril puseram termo a esta situação de violência física e psíquica que acorrentava os portugueses que finalmente encontraram a liberdade em 25 de Abril de 1974!


 

E quando o sol raiou para este povo, logo em seus rostos se espelhou o brilho daquele amanhecer de Esperança! Homens e mulheres, a uma só voz, agarraram a enxada e a foice e meteram mãos ao trabalho com todas as suas forças, desta vez, sem a repressão dos capangas e capatazes pagos e a bom preço pelos patrões latifundiários.

 

Anos após o 25 de Abril o Alentejo enchia os corações de alegria! As cearas douradas a perderem-se de vista, campos coloridos de girassóis, de tomate, beterraba,  milheirais, vinhas, tudo era verdejante! Dava gosto ver as  mondadeiras trabalhando de sol a sol, cantando debruçadas sobre a terra com toda a energia! Só regressariam pela noite a suas casas, muitas delas térreas e de uma enorme pobreza, mas aquela gente carregava  consigo  a certeza do dever cumprido pensando na melhoria das suas vidas e num futuro de esperança para os seus filhos.

As Cooperativas e Unidades Colectivas de Produção já eram uma realidade! A par disto também já tinham sido criadas instalações sociais como cantinas, creches para as crianças e centros de dia para os mais idosos, de molde a que as populações tivessem condições duma maior estabilidade e segurança.

 Mas este sol que parecia dar continuidade para aquecer aqueles corações, ávidos de Solidariedade e Justiça, foi de pouca duração. Apesar das grandes lutas travadas durante alguns anos, aquele povo viu-se derrotado pelos grandes capitalistas que tornaram a ter voz junto do poder central deste País.

 

Assistiu-se então à migração de muitos jovens e adultos, na procura de trabalho noutras regiões do País, deixando para trás os ideais a que se tinham proposto alcançar. Restam hoje os idosos, sentados nas soleiras das portas, ou em grupo a tentar matar o tempo, jogando cartas e a recordarem de mau grado o abandono a que foram submetidos, já sem esperança no rumo das suas vidas!

Na verdade,  os ventos que sopravam para aquelas bandas nunca  foram de feição para os pobres alentejanos, como eles o afirmam!

 

Hoje, a nossa jovem democracia não tem dado continuidade à esperança que encheu os corações dos alentejanos na melhoria das suas condições de vida! Onde está a Igualdade, a Fraternidade, a Solidariedade e a Justiça tanto apregoada pelos políticos  que têm estado à frente dos desígnios deste País?

 

O Alentejo dos nossos dias é uma atracção turística aproveitada pelos muitos estrangeiros e também por portugueses ricos que ali encontraram condições para viverem tranquilamente.

Compraram “montes”, organizaram os seus “resots”, fomentaram o turismo rural e aproveitaram-se das dificuldades económicas e sociais dos alentejanos para os “utilizarem” como instrumentos do seu lazer, explorando-os como no antigamente…

 

É assim que vivemos um panorama de desertificação no Alentejo com famílias a emigrarem na procura de melhores meios de sobrevivência!

 

O Alentejo é hoje um enorme “campo” de saudades!

                                                                         florliriodocampo

 

                           

publicado por florliriodocampo às 01:02
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2007

CRIANÇAS DESAPARECIDAS!

AJUDEMOS AS CRIANÇAS DESAPARECIDAS

 

Estas crianças Senhor?

Porque sofrem assim?

Porque lhes dais tanta dor?

 

Quero prestar a todos os Pais de Crianças Desaparecidas,  o meu sincero apoio e deixar aqui um abraço de solidariedade !

Eu que dou especial atenção às crianças, desejava vê-las sorrir de contentamento, crescerem e terem um desenvolvimento harmónico no seio dos seus familiares e sentirem confiança nos adultos! Viverem e brincarem num espaço que seja o seu, bem protegido e acolhedor!

Como podem existir “monstros pedófilos diabólicos” que espreitam a cada esquina, uma criança inocente e a levam como se de um objecto qualquer se tratasse?!!! São criminosos que têm que ser severamente punidos!!!

 

 Faço um apelo a todos, para que respeitem e aprendam a amar as nossas crianças!

 A melhor coisa do Mundo são as Crianças! São pérolas que brilham e que têm que ser tratadas com toda a delicadeza!

 Como é que alguém é capaz de lhes fazer mal?

 

 O meu coração chora quando constato o desaparecimento duma criança! É um drama irreparável numa família! Só posso dizer a estes Pais, Avós e familiares que arranjem coragem e força para poderem continuar a lutar até ao fim, porque a esperança é a última coisa a morrer!

Saibamos exigir aos responsáveis dos destinos do nosso País, todos os meios necessários nas Investigações que se prendem com as buscas das Crianças Desaparecidas.

 É preciso não abrandar nunca, mesmo que se tenha chegado muito longe na procura duma criança!

 

Tenho conhecimento que a Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas, depois de um trabalho exaustivo por parte de pessoas como o tio e padrinho do RUI PEDRO desaparecido já em 04/03/1998 e outras que lutam pela mesma causa, é hoje uma realidade! O meu Bem Haja a todos e que a Associação agora criada, venha a ter muito sucesso na realização dos seus objectivos.

Qualquer pessoa singular ou colectiva, Entidades Públicas ou privadas que se identifiquem com os Estatutos desta Associação sem fins lucrativos, poderá ser sócia, com uma simbólica quota mensal  de 2,50 Euros.

Ajudemos e apoiemos esta Associação que deve merecer de todos nós o maior empenho, solidariedade e carinho para que possamos atingir os objectivos a que nos propomos, no caminho da Descoberta das Crianças Desaparecidas !

 

A UNIÃO FAZ A FORÇA

florliriodocampo

 

publicado por florliriodocampo às 00:27
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

SER PROFESSOR !

 

SER PROFESSOR

 

 

Ser professor é uma tarefa de grande nobreza, dignidade, prestígio e de uma enorme responsabilidade na formação moral, intelectual, cultural e cívica duma criança cujo futuro dependerá em grande parte do modo como o ensino lhe é ministrado.

Podemos dizer que ser professor é um sacerdócio!

Ser professor é muitas vezes esquecer-se um pouco de si em cada dia, numa entrega total aos seus educandos! Ser professor é também ter condições humanas para estar à altura de merecer o respeito e consideração da sociedade.

O Estatuto de docente obriga também ser formador, psicólogo, ser um amigo e por vezes em circunstâncias pontuais a ter que fazer o papel de pai de muitas crianças mal acarinhadas e sem ambiente familiar e que necessitam de apoio.

É talvez  a  profissão mais difícil e também a mais necessária!

O professor deve saber aplicar estratégias que intensifiquem no educando o desejo e o estímulo na aprendizagem para que a sua capacidade de autoavaliação seja uma realidade. A importância da relação escola-professor abre o caminho para que entre elas exista uma interligação de exigência recíproca por forma a que se possa adquirir o desenvolvimento das capacidades, atitudes e comportamentos para uma desejável regulação dum bom sucesso escolar, que se reflicta no futuro na actividade profissional e social como cidadão ao serviço da comunidade.

 

Hoje, estamos a ser confrontados com graves problemas de colocação dos professores nas escolas o que está a causar grande instabilidade de ordem social e profissional não só entre os docentes, mas também ao nível dos pais, alunos e encarregados de educação.

No concurso nacional para preenchimento de necessidades residuais, cujos resultados foram divulgados em 31 de Agosto deste ano, apenas 3.252 candidatos à contratação dos 47.977 que concorreram, obtiveram um horário completo para a próxima temporada lectiva!!!. Onde está a lógica desta decisão?

 

É dever de todo o cidadão português contrariar e repudiar esta desastrosa política, por parte de Entidades Governamentais, que menosprezam os professores, tentando passar a mensagem demagoga, que há um número excessivo de professores!!!

Como é possível pensarmos no desenvolvimento dum País como o nosso se não houver investimento e uma forte aposta na Educação? E a situação dramática do desemprego de tantos professores que desejariam pôr em prática os seus conhecimentos e sem encontrarem alternativa? Esta atitude injusta, arrogante e descabida sem um estudo profundo e sensato e feita à revelia dos professores e das suas estruturas sindicais, tem de ser protestada por todos os que querem um País culturalmente desenvolvido.

 

 O Ensino em Portugal deve ser encarado com mais responsabilidade pelo Governo porque os nossos filhos merecem ter um futuro auspicioso e que seja promissor de modo a que haja melhor educação e uma maior integração nesta sociedade que depende hoje de um mundo cada vez mais globalizado onde todos se devem integrar e ter os mesmos direitos e deveres sociais.

 

 

 

                                                                                                             florliriodocampo  

 


publicado por florliriodocampo às 19:55
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

OBRIGADA VISITANTE






     AS MINHAS PINTURAS

RECEITAS de CULINÁRIA
CLIC NA IMAGEM

CALENDÁRIO/RELÓGIO


Free Blog Content






     CASTELOS de PORTUGAL

posts recentes

Halloween

CONTRA A POBREZA!

CEM ANOS DE REPUBLICA POR...

Cultura e Arte!

X Encontro de Antigos Alu...

PÁSCOA FELIZ!

MUSICA COM MUITO TALENTO!

FELIZ ANO NOVO!

NO S. MARTINHO FURA O TEU...

PROTEGER A MÃE NATUREZA!

O AMOR!

DIA DO BOLINHO!

HALLOWEEN! BOO!

PREVENÇAO DO CANCRO DA MA...

DIA MUNDIAL DA TERCEIRA I...

ELES ESTÃO AÍ!

UMA RIQUEZA IMENSA!

UMA DÁDIVA IMPAR!

HÁ MUITA POBREZA EM PORTU...

UMA ALIMENTAÇÃO CUIDADA!

SER PROFESSOR!

SAUDAÇÃO !

CUIDADO COM A GRIPE H1N1

UM GÉNIO!

CASTIGO À VISTA!

POR UM PORTUGAL MELHOR!

AS LEGISLATIVAS 2009

OS FOGOS EM PORTUGAL!

COM CARINHO!

DIZER NÃO À FOME EM AFRIC...

O MEU SANTINHO DE ELEIÇÃO...

CUIDADOS A TER COM AS CRI...

PARA ELEVAÇÃO DO NOSSO ES...

ESTE MEU BLOG FAZ HOJE 2 ...

ENCONTRO DE AMIZADE!

VOZ DE CELINE DION!

HOMENAGEM ÀS MÃES!

BOM DOMINGO!

1º DE MAIO!

MUDAR DE RUMO!

TRIBUTO AOS BONS AMIGOS!

SALGUEIRO MAIA CAPITÃO DE...

25 DE ABRIL SEMPRE!

AMIZADE!

PÁSCOA!

SIGNIFICADO DA PÁSCOA!

DIA MUNDIAL DA ARVORE E F...

É LINDA A PRIMAVERA!

SER PAI!

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

pesquisar

 

arquivos

Outubro 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

"a magia do número 7"

"comer bem para vivermos melhor !"

"música na infância"

"o prazer de cantar em grupo"

"orfeão de leiria - comemorações"

"os santos populares"

25 de abril

a luta dos professores

a luta pelo direito à vida

a minha gratidão!

a musica

a música na infância!

a natureza

a perfeição1

a saúde

abraça a vida!

açores!

áfrica!

água

alimentação

ambiente saudável é mais vida

amigo

amigos

amor

aniversário

aos meus amigos!

árvore

banqueiros

belezas!

bem haja!

bom ano de 2008!

bons amigos

castanhas e vinho no s.martinho!

castanhas quentinhas

charles chaplin

chocante

cidade maravilhosa!

coimbra é uma lição

conheça portugal

crianças desaparecidas!

crise económica

cuidados a ter com o meio ambiente

defesa do meio ambiente

destruição do país

dia de portugal

dia de todos os santos

dia do pai!

dia do trabalhador

dia internacional da mulher

dia mundial da paz

dia mundial da voz

dia mundial do livro

dia mundial do professor

dia mundial do teatro!

dia mundial do trabalhador

dia nacional do bombeiro

dias de férias

direitos da criança

é preciso acreditar!

entrevista a susana carvalho sobre a evo

erradicação da pobreza

feliz ano 2010

florbela espanca

fonte da vida

frases lindas

futebol

golfinhos!

good luck

grata pela visita

gripe a h1n1

grutas

há praia e mar...há ir e voltar

halloween! boo!

iniciativa do samp

leiria e o moinho de papel

lindo poema ao amor

mãe

mais saude para todos

meio ambiente

menos ricos e menos pobres!

mensagem

mensagem natalícia

mulher!

musica

não à pobreza!

não ao abandono escolar !

natal 2008

natureza

necessidade da água

novo governo

o aqueduto geral das águas livres

o horror de ser pobre

o melhor do mundo são as crianças!

o meu menino jesus!

o que foi o 25 de abril?

o são joão!

ó tia dá bolinho?

páscoa

reconhecimento

ser avó

todas as tags

links

Estou aqui


blogaqui?       Estou no Blog.com.pt MÚSICA-CELINE DION
GRUTAS DE PORTUGAL
blogs SAPO

subscrever feeds